top of page

I Simpósio Brasileiro de Televisão Universitária discute a participação das TVUs na implantação da TV 3.0

Discutir a participação das TVs Universitárias no processo de implantação da TV 3.0 foi um dos temas abordados durante a abertura do I Simpósio Brasileiro de Televisão Universitária, que teve início nesta sexta-feira (14/6), no espaço da Biblioteca Nelson Foot, no Complexo Argos, em Jundiaí. O evento é uma realização da Associação Brasileira de Televisão Universitária (ABTU) e da TVTEC Jundiaí.


Participaram do encontro inaugural o presidente da ABTU, Francisco Machado Filho, o ex-presidente da entidade, Fabiano Pereira, a superintendente da TVTEC, Mônica Gropelo, a diretora-geral da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Maíra Bittencourt, o assessor da Secretaria de Políticas Digitais da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Octávio Pieranti, e o secretário de Comunicação Social da Câmara dos Deputados, o deputado federal Jilmar Tatto.


Durante o evento, foram apresentadas as perspectivas para as TVs públicas com a implantação da TV 3.0 e os desafios, como o alto investimento em infraestrutura.


“Acredito que esta é a primeira vez que nos sentamos à mesa para participar de um debate sobre algo que está acontecendo, sendo implantado e nascendo agora, como é o caso da TV 3.0”, destacou Fabiano Pereira.


Para a diretora-geral da EBC, Maíra Bittencourt, a TV 3.0 pode beneficiar a comunicação pública, aumentando o alcance dos canais. “A gente espera que o conteúdo dos canais da União, que prestam serviço de transparência da informação pública, de cidadania, de levar aquilo que está sendo previsto, direcionado e construído em políticas públicas, cheguem a toda população brasileira mesmo onde não tem canal consignado ”, afirmou.

“Acesso a fontes de financiamento e garantia de presença nas novas plataformas de distribuição de conteúdo são questões prioritárias para a ABTU, e já estamos trabalhando conjuntamente com outras entidades para garantir acesso à ambos”, afirmou o presidente da associação, Francisco Machado Filho.


As discussões continuam no sábado (15/6), com uma conversa sobre articulação política entre as emissoras do campo público.


Posse da nova diretoria e homenagens



O simpósio também marcou a posse da nova diretoria da ABTU para o mandato de 2024-2026. O grupo foi eleito no último ano durante o Fórum ABTU, realizado no mês de outubro, na cidade de Salvador. A equipe diretiva terá a primeira reunião neste sábado (15/6) para discutir as ações prioritárias da entidade nos próximos meses.


O encontro também contou com uma homenagem aos ex-presidentes da entidade. São eles: Gabriel Priolli, presidente de honra da associação, Cláudio Magalhães e Fernando Moreira.


Sobre a TV 3.0


A TV 3.0 vai trazer muito mais interatividade e inovação na maneira de zapear. Chamada de “TV do futuro”, a próxima geração de TVs trará uma série de tecnologias vinculadas ao uso da internet para melhorar a experiência do telespectador. A imagem, por exemplo, é uma das características em que a qualidade irá saltar, passando de Full HD para 4K ou até 8K. 


Desde 2021, o MCom coordena, com o Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD), o estudo desenvolvido por universidades brasileiras e parceiros da indústria e do setor de radiodifusão sobre tecnologias que serão integradas aos televisores a partir de 2025.


Em fevereiro de 2022, o projeto entrou na terceira e última fase, que consiste em testes complementares, pesquisa e desenvolvimento, além de padronização e demonstrações. Ao longo de 2022, foi feita a elaboração das especificações técnicas para codificação de vídeo, áudio e legendas, além do planejamento de todos os detalhes dos testes complementares e atividades que serão realizados em 2023 e 2024.





20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page